Após a rescisão, ProtonMail não garante mais esconder o seu IP

O cliente de e-mail ProtonMail excluiu de sua política de privacidade que a empresa não mantém registros de endereços IP e outras informações do cliente por padrão. O site da Arstechnica percebeu essa mudança e ela aconteceu após um processo judicial com significativa influência internacional.

A empresa respondeu a uma solicitação e compartilhou o endereço IP e o tipo de dispositivo usado por um ativista com as autoridades francesas. A pessoa protestou contra as mudanças climáticas e foi presa.

Portanto, a partir de agora, apenas ProtonMail “respeita a privacidade e coloca as pessoas (não os anunciantes) em primeiro lugar” as informações. Além disso, o serviço agora recomenda que os ativistas usem o Tor Browser para acessar o ProtonMail, fornecendo assim uma camada adicional de segurança anti-rastreamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *