Google OS vai começar a rodar programas da Microsoft

Uma junção entre a Google e a autoridade em virtualização Parallels vai permitir que Chromebooks rodem, logo, programas do Windows. Quem falou essa informação foi Cyrus Mistry, funcionário de alto escalão da Google.

Segundo Mistry, tais aplicações vão poder ser usadas simultaneamente ao sistema operacional, e a surpresa já está presente em aparelhos empresariais. Mesmo que detalhamentos mais específicos não sejam conhecidas, já se sabe que não vai ser provável executar o Windows por inteiro.

O que vem sendo aguardado é que experiência descoberta seja bem congruente com à ofertada pela companhia para macOS e Linux. No ano de 2018, Mistry falou que a empresa começou um projeto para executar o modo de inicialização dupla no Chrome OS, porém que ele foi encerrado por causa dos motivos de segurança. Assim , escolheu pela virtualização.

As melhores coisas dos dois mundos

Sendo possível a ativação de programas, o novo recurso vai redirecionar os documentos suportados do Windows para dentro do Chrome OS ligados diretamente para o âmbito de trabalho do Parallels, ofertando, segundo Mistry, o melhor dos dois mundos e trazendo uma realidade bem sólida sem precisar mudar radicalmente para a área de trabalho do SO da Microsoft.

Portanto, representantes comerciais vão poder juntar o recurso em Chromebooks de ponta, e gestores de TI vão ter acesso permitido, nas versões empresariais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *