Procon-SP notificou WhatsApp que poderia ser multado em 10 milhões de reais

Logo após uma queda de energia na plataforma do Facebook na segunda-feira (4), o Procon-SP enviou uma notificação para o aplicativo de mensagens WhatsApp na terça-feira (5). Além dos dois, o Instagram, que também pertence à empresa de Mark Zuckerberg, também ficou inativo por mais de 6 horas.

Fernando Capez, chefe do órgão de defesa do consumidor (Fernando Capez), disse que, com isso, os usuários da plataforma e as pequenas e médias empresas podem ser afetados. “Só no caso de um acidente externo, como um terremoto ou um evento muito forte, você pode isentar o WhatsApp de responsabilidade”, disse ele.

“O consumidor que se sentir magoado com a queda do sinal deve aguardar as informações que o WhatsApp dá ao Procon”, comentou Capez. Segundo ele, falhas internas “não isentam de responsabilidade a prestadora de serviço”. A agência disse à Folha de S. Paulo que a multa final por danos mentais e materiais pode chegar a R $ 10,7 milhões.

O aplicativo de mensagens também possui uma versão comercial chamada WhatsApp Business, que deve responder o motivo pelo qual ele não funciona.

O Procon deve analisar os motivos da contestação e decidir se dá continuidade à multa, podendo também interpor recurso por meio de requerimento. Em nota ao TecMundo, o WhatsApp esclareceu que “não recebeu notificação oficial do Procon-SP, mas ainda pode dar as instruções necessárias”.

“O WhatsApp reconhece a importância de seu papel e do papel da empresa e dos funcionários no aplicativo. Confiança. A empresa trabalhou muito para restaurar o serviço o mais rápido possível, e isso aconteceu no mesmo dia ”, disse a nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *